Genu Recurvatum

17 jun 2011
Postado por admin

Oi, Valdeci, como vai você?
Será q vc se importa em me responder mais uma dúvida?

É o seguinte: eu aprendi na graduação que o genu recurvatum é produzido pelo encurtamento dos IT (puxando a tíbia pra trás) e do GA (puxando o fêmur tb pra trás), inclusive falei isso pros meus alunos. Mas encontrei em algumas literaturas q estes músculos estão é alongados, enqto o quadríceps está encurtado, o q tb parece fazer sentido ao observarmos o posicionamento do MI. O que me deixa mais em dúvida é o fato de eu ter hiperextensão de joelhos e ao fazer o teste de retração dos IT, observo retração moderada desse grupo. Afinal, no genu recurvatum, os IT e GA estão alongados ou encurtados? E o quadríceps?

Me desculpa estar te incomodando com isso, mas pra eu estar te enviando e-mail é pq cansei de pesquisar e não encontrei solução pra essa minha dúvida.

Olá, tudo bem? No

Olá, tudo bem?
No genu recurvatum você deve lembrar que há músculos uni e biarticulares. Também deve lembrar que na posição totalmente extendida há um torque externo (extensor) produzido pela gravidade. Isto facilita o travamento do joelho de tal forma que você pode até desativar o quadríceps. Com relação aos músculos uniarticulares como o sóleo e os vastos (medial, lateral e intermédio), eles tendem a estar retraídos. O sóleo puxa a tíbia para trás e favorece a hiperextensão, e o quadríceps (vastos) também favorecem a hiperextensão.

Os músculos biarticulares são o reto femoral, isquiotibiais e gastrocnêmio. A posição de outras articulações determina como eles estarão. O tornozelo está em flexão plantar e o joelho em hiperextensão (por encurtamento do sóleo), então o gastrocêmio pode estar sem alteração do comprimento, ou então estar em alongamento, se a hiperextensão for maior do de a flexão plantar (mais comum de observarmos).

No caso dos isquiotibiais e reto femoral, também pode não haver diferenças no comprimento, ou então, estar alongados ou encurtados, pois depende da posição do quadril e pelve. Por exemplo, se houver a hiperextensão de joelho em 10 graus, e há anteversão em 10 graus da pelve, os isquios estarão com o mesmo comprimento, e a reto femoral encurtado. Mas, se diferentemente você tiver 20 graus de anteversão, então o reto ficará ainda mais encurtado, e os isquios estarão alongados.

Por outro lado, se você tiver uma retroversão da pelve, você teria um encurtamento dos isquios, e o reto femoral pode estar no comprimento normal, ou alongado.

Além disso tudo, como a posição da pelve faz diferença, então outros músculos que atuam sobre ela podem estar afetados. Por exemplo, no caso em que há a anteversão da pelve, os adutores estarão também encurtados. Como eles também pode exercer um torque em rotação interna de quadril, podem produzir a rotação interna, aumentando a tendência de hiperextensão por conta da maior tensão dos semi-semi.
Então veja que este é um tema relativamente complicado, mas o que você disse aos alunos tem algum fundamento, mas depende do contexto.

De qualquer forma, independente do comprimento dos isquios e gastrocnêmio, esses músculos estão fracos no portador de uma hiperextensão (inclusive por conta da relação comprimento-tensão). Assim, para minimizar a hiperextensão eles devem ser fortalecidos, e alongar os músculos que estiverem em encurtamento. Além disso, a posição da pelve e o alinhamento do membro inferior devem ser restaurados. As vezes para isto é necessário também corrigir a posição do pé. Por exemplo, um paciente com AVE que tem espasticidade estensora. O sóleo puxa a tíbia para trás, o quadríceps também espastico produz a extensão, e o torque extensor da gravidade acentua ainda mais a extensão. Como retrirar a espasticidade? As vezes você tem de colocar uma palmilha em cunha para elevar o calcanhar. O encurtamento produzido no sóleo minimiza a tração posterior da tíbia, e o joelho fica com menos extensão, e o torque extensor fica menor também.

Espero ter ajudado.
Abraço.